The Teddy Boys & Girls

Venho há um bom tempo querendo falar um pouco sobre uma cultura e estilo tanto quanto interessante e 'independente' que eles tem: os Teddy Boys, ou Teds (The Edwardian Drape Society), como preferirem. Acredita-se, que o estilo começou em Londres 50's, como um renascimento de pós-guerra bem discreto, baseado na aristocracia de Edwardian, que era cultuado pelos garotos trabalhadores da classe operária. O estilo foi visto como uma forma de mostrar e se diferenciar de todo o país, pois nessa época as crianças passavam direto para a fase 'adulta', sem muita transição e características que marcassem uma faixa etária de hormônios à flor da pele, assim, criando algo que chamasse a atenção, para que todos pudesse ver os jovens que ainda existiam dentro de cada um. As preferências musicais dos teds incluíam no início o rock'n roll e o rockabilly. Nos anos de 1950, algumas versões locais dos teds foram chamadas de bodgies.





O estilo dos Teddys incluía penteados elaborados, dentro deles, o principal era o estilo ducktail arse, com os cabelos compridos com costeletas, muita brilhantina para segurar o penteado que era puxado até o meio da testa, paletós drapeados engomados e compridos com golas de veludo e bolsos com abas engomadas pseudo-eduardianas, calças jeans de cintura alta bem justas no modelo drainpipe, meias coloridas, sapatos de sola grossa de crepper, conhecidos como brothel creepers, e uma gravata bem fina amarrada com cadarço dava o arremate final ao look.











Mas espera aí, esse estilo era exclusivamente para os homens? Oh babies, claro que não. As mulheres queriam e eram independentes também, tinham direitos na sociedade e sim, amavam os Teds. Igualmente aos teds, elas tinham todo aquele jeito autoritário e rebelde, mas diferentemente, elas não tinham nenhum 'conjunto uniforme' como houve para os teddy boys. As coisas que mais marcavam as Teddy Girls eram a saia-lápis ou a calça jeans capri e o sapato no estilo winkle pickers (que são bem parecidos ao nossos atuais scarpin's).























8 comentários:

  1. Laís, seu post esta de Parabéns, amo saber essas histórias, é bom saber de onde e quando surgiu cada tendência...Tava vendo uma matéria sober um grupo de jovens que se vestem "rockabilly" e as meninas tmb e adorei...BJO

    ResponderExcluir
  2. Tem selinho pra vc no blog, linda ;*

    ResponderExcluir
  3. Aaah Geovana, obrigada. Adoro saber essas historias também e como e onde surgiu, é sempre bom conhecer, principalmente quando é assim, esses estilos magníficos e interessante do modo de viver.

    Jay, adorei o selinho, tudo de bom!

    XOXO :*

    ResponderExcluir
  4. Adorei esse post!Acho que tão importante quanto usar tendências ou lançar tendências é saber como e porque elas sugerm e ganham grupos. Contextualizar historicamente a moda é fascinante!

    ResponderExcluir
  5. Que postagem linda, eu AMEI!!!!
    Adorei seu comentário na postagem que fiz da Audrey. Depois passa nas categorias Moda, Curiosidades Fofocas e Afins. Tenho um material que pode ser do seu interesse...
    bjim

    ResponderExcluir
  6. Ah Júnia, é sempre um prazer!
    Vou passar lá sim, em breve babygirl.
    xoxo :*

    ResponderExcluir
  7. Teddy Boy uma cultura que sempre vai fazer parte da minha vida!!!

    fico feliz por emcomtra pessoas que respeita essa cultura do Rockabilly e pin up girls!!! e as que faz parte desta cultura elegante e cheio de Historia verdadeiras e Rockers ate hoje que nunca vai acabar eu sou um deles haha...

    Wandson Teddy.

    ResponderExcluir
  8. hahahaha YEP Wandson, fico feliz também por encontrar pessoas que realmente gostam, não que somente querem seguir a modinha, como há muitas por aí que se vestem, fazem ensaios e se dizem pin-ups até a morte hahahahahahaha. Obrigada pela opinião aqui, teddyboy *-*

    ResponderExcluir