Sorteio, yeep!



BABYGIRLS, hoje começa oficialmente o 1º sorteio do WORLD PIN-UP, em comemoração ao primeiro aniversário do blog, que ocorrerá em novembro, mas, porque não adiantar e deixar todas na expectativa?
Fico muito feliz por ter conseguido alcançar sonhos e objetivos na minha vida, e um deles é o blog, de conseguir seguidores que reconhecem meu trabalho de passar informações de conteúdo que sei, e que todos gostam, de ser e amar representar as pin-ups, entre muitas coisas, contando que ainda tenho um monte de sonhos que no futuro pretendo torná-los reais, e que ninguém tirará de mim. Podem falar que é plágio, podem falar que já inventaram, mas eu estou nem aí, como diria um trecho de uma música que para mim nesse caso se encaixa mais do que qualquer outra coisa: 'eu quero é que se foda!', e isso vale para algumas que pensam que criou o mundo pin-up e tudo mais, e aos anônimos, me poupe!
Mas babygirls, hoje o meu objetivo é dar mimos para vocês, o blog faz aniversário e é vocês que ganham, estão anciosas para saber o que é? Vamos lá então, o sorteio será de um kit pin-up, para vocês ficarem mais belas do que já são, nele conterá:

- Bolsinha porta make-up, de polka dots;
- Pó compacto;
- Batom vermelho;
- Lápis de olho;
- Delineador;
- E um bônus surpresa

Para participar do sorteio, basta seguir publicamente o blog WP, e deixar um comentário na sequência: nome completo, idade, onde mora, e e-mail. Todas tem direito a um comentário, mas se vocês colocarem a seguinte frase: "Estou concorrendo ao KIT PIN-UP no blog: http://worldpinup.blogspot.com" no orkuttwitter ou no blog, quem tiver, terá direito a mais um comentário, e não se esqueçam de me avisar pelo e-mail: lais_zica@hotmail.com, com o link para eu conferir. Não percam e quero ver todas participando, hein? XOXO 

SORTEIO CONCLUÍDO. CONFIRA A GANHADORA AQUI

Shake, shake the skeleton!

Dançarinas pin-ups segurando pirulitos gigantescos, com seus singelos vestidos no estilo bonequinha dos 50's estampados com esqueletos, um guitarrista e um baterista loucos, que agitam qualquer lugar, e uma vocalista/contrabaixista com a beleza e a voz marcante que deixa qualquer um babando, sem contar nas inúmeras tatuagens que cada um possui.
Essa é a banda HorrorPops, formada em 1996 na Dinamarca, classificada como psychobilly, pelos temas que as músicas abordam como temas principais: muitos zumbis, monstros, filmes de terror, relacionamentos destrutivos, tattoos, carros e freaks em geral. A banda atualmente está formada pelos seguintes integrantes: Patricia Day (Vocalista, contrabaixo) que também é casada com Kim Nekroman (Guitarra), Henrik Niedermeier (Bateria), e as bailarinas Kamilla Vanilla e Naomi. O grupo HorrorPops tem 3 discos lançados, são eles: Hell Yeah de 2003, Bring It On de 2005 e o mais recente Kiss Kiss Kill Kill, que foi lançado em 2008.


Não poderia esquecer dos figurinos, é claro! Os homens geralmente usam uma camisa preta por dentro de uma calça jeans escuro, e creepers ou all star, já as meninas, além de lindas os looks são de extremo bom gosto e inspiração para mim, saltos altos, saias-lápis e godês, vestido tubinhos que Patrícia ama, vestidos tomara-que-caia, meias 7/8, cintas-liga e às vezes até uma calça cintura-alta. O hairstyle e make-up tradicionais.





Patricia Day, a vocalista <3





Segue o vídeo de uma das minhas músicas preferidas: Miss Take!





Por fim das contas o HorroPops é uma celebração ao oldschool, misturando vários elementos estéticos e estilos, entregando ao público e fans pelo mundo a fora, um som de características e personalidades únicas.

The Teddy Boys & Girls

Venho há um bom tempo querendo falar um pouco sobre uma cultura e estilo tanto quanto interessante e 'independente' que eles tem: os Teddy Boys, ou Teds (The Edwardian Drape Society), como preferirem. Acredita-se, que o estilo começou em Londres 50's, como um renascimento de pós-guerra bem discreto, baseado na aristocracia de Edwardian, que era cultuado pelos garotos trabalhadores da classe operária. O estilo foi visto como uma forma de mostrar e se diferenciar de todo o país, pois nessa época as crianças passavam direto para a fase 'adulta', sem muita transição e características que marcassem uma faixa etária de hormônios à flor da pele, assim, criando algo que chamasse a atenção, para que todos pudesse ver os jovens que ainda existiam dentro de cada um. As preferências musicais dos teds incluíam no início o rock'n roll e o rockabilly. Nos anos de 1950, algumas versões locais dos teds foram chamadas de bodgies.





O estilo dos Teddys incluía penteados elaborados, dentro deles, o principal era o estilo ducktail arse, com os cabelos compridos com costeletas, muita brilhantina para segurar o penteado que era puxado até o meio da testa, paletós drapeados engomados e compridos com golas de veludo e bolsos com abas engomadas pseudo-eduardianas, calças jeans de cintura alta bem justas no modelo drainpipe, meias coloridas, sapatos de sola grossa de crepper, conhecidos como brothel creepers, e uma gravata bem fina amarrada com cadarço dava o arremate final ao look.











Mas espera aí, esse estilo era exclusivamente para os homens? Oh babies, claro que não. As mulheres queriam e eram independentes também, tinham direitos na sociedade e sim, amavam os Teds. Igualmente aos teds, elas tinham todo aquele jeito autoritário e rebelde, mas diferentemente, elas não tinham nenhum 'conjunto uniforme' como houve para os teddy boys. As coisas que mais marcavam as Teddy Girls eram a saia-lápis ou a calça jeans capri e o sapato no estilo winkle pickers (que são bem parecidos ao nossos atuais scarpin's).























A inspiração, a pintura...

... A perfeição!

Em meio as minhas pesquisas sobre como eram feitas as pinturas das pin-ups, achei várias imagens que inspiravam nossos pin-up artist (Em especial, meu preferido: Elvgrenquando eles iam desenha-las, e achei um trabalho totalmente interessante, minucioso aos detalhes e atencioso a tudo que englobaria a tal pintura, que é o encantador cenário que eles criavam. E sim, para quem não sabia, as pinturas eram inspiradas em pin-up girls reais, ou seja, eram mulheres de verdade. As maravilhosas modelos, entre as mais famosas estão: Myrna Hansen, Myrna Loy, Donna Reed, Arlene Dahl, Barbara Hale, Kim Novak e Janet RaeSem contar que essas pin-up girls também inspiravam na pintura para as capas das famosas pulp magazines e também, que hoje em dia, várias adeptas do estilo vintage gostam de fazer a releitura das pinturas, como Sabina Kelley.
Essas mulheres para mim são uma verdadeira inspiração, afinal são elas que representam o estilo que cada vez mais conquistam mulheres de todo o canto do mundo!

Confiram:










































Bom recesso para todos vocês!