Pin-ups & pets

Esses animaizinhos que são retratados como causadores de tanto probleminhas nas pinturas dos famosos pin-up illustrators, aprontando travessuras que acabam deixando à mostra a cinta-liga das inocentes mulheres, mas mesmo assim não deixamos de amá-los por nenhum instante. Acho fundamental qualquer pessoa ter algum pet em casa, além de nos trazer alegria, ajudam nos tratamentos terapêuticos, e podem nos salvar e curar algumas doenças, como depressão, e também ajudam a reduzir o stress, fortalece o sistema imunológico e melhora as condições psicológicas e física das pessoas, sem contar no amor que eles nos dedicam, e é por isso que todas as pin-up girls que tem algum bichinho são mais lindas e sensuais! hahaha Confiram comigo algumas famosas que são adeptas do estilo vintage, que não largam de seus pets por nenhum instante!




Já que deixei claro os benefícios que os pets fazem em nossas vidas, vamos ao que interessa. Observando algumas imagens, podemos perceber que desde antigamente, no tempo de nossas musas, certos pin-up artists - em especial  Elvgren - foram influênciados por animais, como principal, os cachorrinhos, para trazer mais diversão à pintura. E o que há de interessante nisso, é que todas as pinturas que tem animais sempre deixam um ar mais sensual de ambas as partes, do pet - que sempre fazem alguma travessura e acabam mostrando algo a mais das moiçolas, o que as deixam mais sensuais -, ou das pin-ups - que sempre ficam confusas e atrapalhadas com a bagunça -. Também há as real pin-up girls que tiram fotos com seus pets, como Dita Von Teese e Sabina Kelley. Mas quem pensa que é só cachorrinhos, está enganado, pois também tem os gatinhos, os pássaros, os esquilos, vacas, ratos, entre tantos outros. Eu tenho um ratinho - chama-se Piglle -, quem não viu ainda ele, clique aqui, mas ele está 20 cm a mais do que isso agora, e eu estou totally diferente. E vocês, tem algum pet, qual o nome dele? :)



















We Can Do It!

Nós mulheres, temos o poder que conta desde a sensualidade, a feminilidade até as responsabilidades fáceis e até as mais pesadas, e quem ousa dizer que não podemos? Podemos sim, nós temos direito e o livre arbítrio de fazer várias coisas, principalmente se quisermos adquirir alguma coisa que a sociedade impõe e diz que é para homens, para mim essa época já acabou, nós mulheres somos capazes de fazer várias coisas iguais ao do sexo masculino, e ninguém pode impedir isso. Mesmo sabendo que alguns blogs já citaram esse assunto, como o da Julie, irei fazer o meu, porque para mim esse tema é um dos meus prediletos em relação ao poder que as mulheres exercem na sociedade desde antigamente, no tempo de nossas maravilhosas musas pin-ups!


Se você é pin-up ou é um admirador da estética, com certeza já deve ter ouvido falar sobre um poster de uma mulher dando "banana", que é essa logo acima, a famosa Rosie the Riveter, que foi um ícone cultural dos Estados Unidos considerado feminista, que representaram as mulheres americanas que trabalhavam em fábricas durante a Segunda Guerra Mundial, produzindo munições, material de guerra entre outras coisas, enquanto os homens estavam nas forças armadas.
Para entender melhor o por que do termo Rosie the Riveter: ele foi usado pela primeira vez em 1942 em uma canção de mesmo nome escrito por Redd Evans e John Jacob Loeb, depois disso, vários outros artistas a gravaram novamente, incluindo o popular big band líder Kay Kyser, e se tornou um hit nacional, a música retratava Rosie como uma incansável e competente operária da guerra, fazendo a sua parte para ajudar os americanos na guerra. Logo depois, a publicação de posters e cartazes ajudaram na divulgação para que as mulheres contribuíssem mais ajudando no trabalho pela nação, e contavam com várias vagas a serem preenchidas pelas. Elas pertenciam à WOW - Women Ordinance Workers e serviram bravamente ao esforço de guerra.

Geraldine Hoff Doyle, a modelo que inspirou a fotografia do We Can Do It!

E Rosie Monroe, a verdadeira mulher que incentivou mulheres para trabalhar  e ajudar na guerra.

A marca registrada das operárias, foi a bandana vermelha amarrada com um laço virado para cima na cabeça (como mostra a primeira figura), e também blusas de golinha com botões e calça de cintura alta.

Abaixo deixo com vocês, algumas fotos das operárias em seus diversos trabalhos, e digo com clara certeza, que mesmo elas 'pegando pesado' no trabalho, elas continuam com a mesma elegância, sensualidade, personalidade, e com atitude de sobra. Ah, como as adimiro 












E um maravilhoso vídeo sobre as Rosie's, vale a pena assistir!